PORTUGAL ESTREIA-SE NO “MAIN ROUND ” COM EMPATE

Num jogo que teve um final dramático, Portugal não conseguiu levar a melhor sobre o Brasil, cedendo uma igualdade a 28  golos, com o empate do sete brasileiro a ser conseguido já após o final do tempo regulamentar do jogo. A dupla de arbitragem francesa, as gémeas, Charlotte  Julie Bonaventura, auxiliaram-se no VAR, para desqualificar Alexis Borges,  por este não ter cumprido a distância de 3 metros no último livre de 9 metros. Dessa forma, assinalaram o livre de sete metros e Jean Pierre Dupoux, o melhor marcador da partida com 11 golos, fez o golo que deu a igualdade e a divisão de pontos, de nada valendo o excelente golo que Francisco Costa apontou a menos de 20 segundos do final do encontro e que colocava Portugal a vencer pela margem mínima.